Quarta-feira, 21 de Setembro de 2005

O Passeio dos Fantasmas

Acabo de chegar de férias. Absorvo as notícias com a sensação de que se o não fizer num movimento acelerado e sem triagens, o mundo pode acabar já amanhã, e ficarei irremediavelmente desfalcado, de conteúdo informativo e opinativo, que, me hão-de fazer falta noutros mundos. Por isso, já soube que o Nino Vieira, qual Messias, ganhou as eleições Presidenciais na Guiné Bissau, não obstante as contestações de fraude reclamadas pelo seu principal adversário, aparentemente desprovidas de confirmações ou beneplácito da comunidade Internacional. Nino inaugurou ao nível da CPLP um novo ciclo: o do “Passeio dos Fantasmas”. Depois da glória e queda, renasce aparentemente incólume, com uma vitória que afasta qualquer cenário de dúvidas, inquietações ou sobressaltos, eventualmente indiciadores da desintegração do Estado Guineense. Mal refeito desta extraordinária notícia, sou brindado com uma outra, não menos importante: Mário Soares é de novo o candidato preferencial da esquerda em Portugal para as próximas eleições Presidenciais. Sendo eu estruturalmente democrata e convictamente de esquerda, estranho a minha própria reacção: nem júbilo, nem aprovação ou alegria; somente indiferença. Como é possível? Terei deixado momentaneamente de ser democrata? As minhas convicções terão ficado nas águas quentes de S.Tomé e Príncipe, deixando-me descalço e com alma fria? Não! Simplesmente não me sinto momentaneamente mobilizado. Há tiques aristocráticos neste projecto que: desmobiliza em vez de unir; afugenta em vez de atrair e arrefece em lugar de aquecer. Soares já foi fixe; agora é fixo! É preciso muito mais trabalho, engenho e provavelmente milagre, para arrancar do lugar, um projecto cravado no frio. O pior, é que, o “Passeio dos Fantasmas” continua, e, não me admira nada que, a receita se repita noutras paragens. S.Tomé e Príncipe dificilmente fugirá aos contornos da contaminação, e provavelmente, teremos um Messias nas próximas eleições Presidências que se avizinham.


publicado por adelino às 20:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A Morte de Chico Paleio

. Bons e Maus Chefes de Coz...

. A Ilusão do Poder de Sãm ...

. O Festim Carnicento dos “...

. O Presunto dos Bufados

. Branco mas Pouco Transpar...

. O Curandeiro, o Médico e ...

. Um Príncipe Quase-Perfeit...

. Mexer no Sistema para Mud...

. Os Aprendizes de Feiticei...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Fevereiro 2010

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Janeiro 2005

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds