Quarta-feira, 29 de Junho de 2005

Redução da Pobreza



O novo governo tomou posse e já apresentou o seu programa na Assembleia Nacional. Um programa novo como o governo. Já se constata os mesmos sinais de euforia pregadora e/ou de anúncios viciados, repetidos até a exaustão, em torno do cliché “redução da pobreza”, como se não fosse esta a função de qualquer governo, num país em que mais de 50% da sua população vive abaixo do limiar da pobreza. Para tanta pobreza os sucessivos governos respondem com novos programas, cujo conteúdo, forma e anúncio bombástico, é reduzir ou atenuar a pobreza. Já vamos na 5ª edição da obra, cuja finalidade é “reduzir a pobreza”. Depois de vendida tantas edições da obra, não sei quem lucrará com o negócio. Os destinatários da obra, ou seja, os ditos pobres ? Os sucessivos governos, autores e publicitários da obra em causa ? A política é uma acção e também uma relação. Ou seja, tem resultados e efeitos, e, é desenvolvida num contexto onde nenhum decisor é solitário e independente dos outros. Por isso é que a “fulanização” como traço característico da nossa cultura política começa a ceder lugar à “grupalização”. Toda a classe política e todos os governos, começam a ser metidos no mesmo saco, e isto contribui para a solidificação do divórcio entre a “classe política” e o “povão”. A ilusão, as repetidas e falsas racionalizações e os processos continuados de ocultação, acabam por esbarrar, mais tarde ou mais cedo, no obstáculo das realidades materiais e sociais da generalidade dos Sãotomenses, que, determinarão o seu fracasso ou êxito. Por isso, nada melhor do que repetir até aos contornos da exaustão, o slogan: “vamos combater a pobreza”; como se não fosse esta a função de qualquer governo, num país com os nossos problemas. Para o ano teremos um novo governo, um novo programa e o mesmo slogan. É proibido qualquer tipo de avaliação que salvaguarde o conhecimento do impacto, que, diversos programas dos vários governos, relacionados com a “redução da pobreza” no país, proporcionaram aos cidadãos do mesmo.


publicado por adelino às 21:50
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 30 de Junho de 2005 às 18:48
Até que enfim consegui ter condições para inserir comentários no seu blog. Acho os assuntos tratados no mesmo, de grande importância para o seu país, que, visitei no ano passado e pretendo lá estar ainda este ano se Dues quiser. Espero que tenha sucesso com a sua iniciativa. Abraços Etelvina Gonçalves Etelvina
</a>
(mailto:etelvinagoncalves@yahoo.com.br)

Comentar post