Domingo, 24 de Julho de 2005

Universidade em S.T.P



S.Tomé e Príncipe vai ter uma Universidade. Não sei se será privada ou pública, mas, falando-se reiteradamente na Universidade Lusíada, será provavelmente um projecto privado. Não se sabe ainda, se existirá alguma parceria especial a estabelecer com o Governo Sãotomense para a implementação deste projecto. Algumas interrogações merecem desde já, algum destaque:
1- os encargos com financiamento serão exclusivamente suportados pelos alunos?
2- estes beneficiarão de algum apoio social?
3- como será feita a política de acesso?
4- que projecto educativo irá ser implementado na referida Universidade? Um projecto em que predominará a componente técnica? Um projecto que dá mais atenção à componente Científico-Humanista?
5- como será feita a articulação com o Ensino Secundário local, de forma a garantir a qualidade do ensino prestado na referida Universidade, optando a mesma por um projecto (vertente Técnica) ou outro (vertente Científico-Humanista) ?
6- Como é que tudo isto se integra num hipotético plano estratégico de desenvolvimento nacional médio/longo prazos (se é que já existe) ?
7-que contributos a Universidade trará para a causa do aprofundamento da nossa democracia e da coesão social?

Parece-me consensual que, um projecto universitário é normalmente associado ao desenvolvimento. Mas, tendo em conta alguns indicadores, acho que uma decisão desta envergadura, deveria ser precedido de algum debate interno, alguma prudência e sobretudo, de um balanço ou avaliação global do estado actual do nosso sistema educativo, tomando como referência o Plano Nacional de Acção 2002 – 2015 – Educação para Todos (EPT) .
Segundo alguns indicadores de EPT (2002-2015) :
- a taxa de pré-escolarização no ano 2002 era de 16,6%;
- a taxa de analfabetismo é actualmente de 25% e, em 1989, mais de 45% da população era analfabeta;
- a taxa de escolarização dos jovens de 12-15 anos, tem estado a diminuir desde 1992, atingindo em 2000 53%;
- a escolaridade básica é de 6 anos e não é cumprida a 100%;
- a taxa de insucesso escolar é elevada em todos os níveis de ensino, atingido um máximo de quase 40% na 6ª classe;
- parque escolar está concentrado nas regiões mais desenvolvidas como a cidade capital, havendo muitas zonas rurais onde não existe o ensino secundário;
- o abandono associado aos elevados níveis de insucesso escolar, cria determinados constrangimentos. De 100 alunos que ingressam na 1ª classe do ensino primário, apenas 55% chegam à 5ª classe; 29% à 8ª classe; 26% à 9ª classe e apenas 18% à 11ª classe;
- apenas 27% dos professores do ensino secundário (5ª a 9ª classe) possuem alguma formação, enquanto que, 73% de professores do mesmo nível de ensino não possuem qualquer formação específica.

Tendo em conta estes indicadores, podemos concluir que, este sistema é altamente selectivo, desde a sua fase inicial (pré-escolar) e de baixa qualidade. Além disso, só sobrevivem até ao final do ensino secundário, aqueles que possuem condições económicas, interesses e capacidades, que lhes permitam aparentemente, vir a frequentar o ensino universitário fora do país, através de uma bolsa de estudo, nem sempre garantida em condições de equidade como todos sabemos. A maioria dos alunos vai ficando pelo caminho. Este sistema está desenhado para a elite (salvo raras excepções) desde a sua base. Até que ponto uma Universidade privada vem acentuar esta tendência elitista do nosso sistema????


publicado por adelino às 20:36
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A Morte de Chico Paleio

. Bons e Maus Chefes de Coz...

. A Ilusão do Poder de Sãm ...

. O Festim Carnicento dos “...

. O Presunto dos Bufados

. Branco mas Pouco Transpar...

. O Curandeiro, o Médico e ...

. Um Príncipe Quase-Perfeit...

. Mexer no Sistema para Mud...

. Os Aprendizes de Feiticei...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Fevereiro 2010

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Janeiro 2005

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds